Puzzle Ads

Blog


Quais mudanças de comportamento causadas pela Covid-19 vieram para ficar?

20 mar, 2020

Com certeza não seremos os mesmos após a crise passar.

A pandemia causada pelo novo coronavírus já alterou drasticamente as nossas vidas. Alteramos nossas prioridades, nossa visão de mundo e também muitos hábitos. Apesar de essa turbulência ser passageira, já podemos ver os primeiros indícios de que algumas mudanças de comportamento causadas pela Covid-19 vieram para ficar. Enquanto todos nós focamos no essencial – o distanciamento social para achatamento da curva de contágio – a Puzzle Ads reuniu alguns insights para ajudar você a entender algumas tendências. E de quebra contribuir com conteúdos para os dias de quarentena. Boa leitura!

Compras online de itens básicos: de opção a necessidade

Com mais e mais pessoas em quarentena com suas famílias, a facilidade de receber as compras de itens básicos em casa, tornou se um diferencial ainda mais apreciado. Mais que uma comodidade, evitar a ida ao supermercado é uma medida que neste momento ajuda na contenção do contágio. Portanto, está aqui uma das mudanças de comportamento causadas pela Covid-19: a adoção da compra online ou delivery de itens básicos.

Nos Estados Unidos – onde a crise estourou dias antes que no Brasil – uma pesquisa do Instituto Gordon Haskett, mostrou a taxa de novos entrantes nesta modalidade. Um terço dos pesquisados relataram ter feito compra de comida pela Internet na semana do dia 13 de Março. Mas o mais interessante é que destes, 41% estavam fazendo isso pela primeira vez. Sem surpresas, os varejistas que há anos vinham se preparando para esse serviço, foram os que mais se beneficiaram dessa mudança de comportamento. Dos novos entrantes, 58% escolheram a Walmart e 14% a Amazon / Whole Foods.

Mas e no Brasil?

Aqui a tendência é a mesma. E o primeiro indicador é o crescimento de popularidade de buscas por “supermercado online” ou “supermercado delivery” no Google nos últimos sete dias,  conforme ilustra o gráfico abaixo:

E estas buscas já estão transparecendo em vendas. Segundo o Mercado Livre, as categorias de saúde, cuidado pessoal e alimentos e bebidas registraram crescimento de 65% quando comparado a primeira quinzena de março do ano passado.  Já a startup Eu Entrego – que conecta entregadores autônomos a empresas – relata que os pedidos de entrega de supermercados e mercearias no Brasil, cresceram 5 vezes.

Muitos especialistas apontam que essa mudança de comportamento causada pela Covid 19, veio para ficar. Supermercados em nosso país tendem a ter uma participação baixa de faturamento de vendas pelo e-commerce. Estimativas indicam que esse número até aqui representava apenas 4% do total. Porém, muitos novos entrantes podem sustentar esse novo hábito mesmo após o fim da crise, transformando este cenário.

Delivery também para restaurantes

Com grande parte dos restaurantes fechados por medidas restritivas e seguindo a mesma lógica de contenção do contágio, a adoção do serviço de delivery de comida pronta também aumentou. São muitos novos entrantes na categoria. Tanto do lado dos restaurantes – que ainda não exploravam esse serviço. Quanto do lado de consumidores que ainda não possuíam o hábito de pedir comida em casa – pelo menos não com tanta frequência.

Nos primeiros 16 dias de março, o número de aplicativos de delivery instalados no Brasil aumentou 15% em comparação com o mesmo período de 2019, segundo a RankMyApp. Segundo a pesquisa, o número total de apps instalados em 2020 já corresponde a 61,3% do número total de downloads de 2019. O pico de instalações em março ocorreu no dia 6, quando foi registrado aumento de 126% em relação ao mesmo dia do ano passado.

Os restaurantes que estão prestando serviço de delivery devido as novas circunstâncias, correm agora para comunicar esse serviço. Um exemplo é a rede de restaurantes norte-americana Red Robin, que está divulgando na televisão um comercial comentando que agora está entregando. Você pode ver o comercial, clicando aqui.

Hábitos de consumo de informação e entretenimento

Em tempos de quarentena e necessidade de se manter informado sobre o mundo, fez com que o mundo mudasse seus padrões de consumo de notícias. Segundo a GlobalWebIndex, em estudo realizado com norte-americanos e britânicos:

  • 38% estão consumindo mais notícias online
  • 36% estão assistindo mais TV
  • 27% estão usando mais as redes sociais
  • 24% estão assistindo mais conteúdo de TV online (streamings)

Além disso, segundo a AppAnnie, em fevereiro de 2020, cada chinês passou em média 5 horas por dia olhando o smartphone, uma média de crescimento de 30% em relação à média diária de todo o ano de 2019. Seguindo o mesmo padrão, os acessos na Itália subiram 11%, enquanto Japão e Coréia do Sul registraram alta de 7% cada.

No Brasil, os dados até agora são da TV Globo.  Todos os seus programas do horário nobre baterem recorde de audiência na semana do dia 16 de Março.

Conte com as soluções da Puzzle Ads para entender melhor seus consumidores e a se conectar com eles da maneira mais adequada.

 

 

Voltar

Inscreva-se na nossa Newsletter

* Não se preocupe, também odiamos spam

Fale conosco

Entre em Contato

Entre em contato com a gente via telefone, email, ou se preferir clique no botão abaixo e envie-nos uma mensagem via formulário.

Formulário de contato
(48) 99140-8515 (48) 3364.9355
contato@puzzleads.com.br
Av. Mauro Ramos, 1970 - Sala 810 - Centro, Florianópolis - SC, 88020-304
Ver no mapa
Contato via Whatsapp